Você está aqui: Página Inicial / Comunicação / Notícias / Cachoeiro comemora 154 anos de emancipação vencendo desafios

Cachoeiro comemora 154 anos de emancipação vencendo desafios

por Célia Ferreira publicado 24/03/2021 13h10, última modificação 24/03/2021 18h00

 

 

Nesta quinta-feira (25), Cachoeiro de Itapemirim comemora 154 anos de emancipação política. A data é referente à criação da primeira Câmara Municipal, após Cachoeiro tornar-se definitivamente independente de Itapemirim. Este ano, o Legislativo Municipal adiou indefinidamente a tradicional comemoração da data em plenário, com homenagens e palestras, devido às restrições sanitárias.

É a data que marca o surgimento oficial de nosso município e uma história de desenvolvimento e de muita superação. Então, neste momento de tanta dor e dificuldades que estamos vivendo, é um motivo para reflexão, para que possamos nos lembrar que o trabalho, a união e a fé sempre nos ajudaram a vencer os desafios e crescer como município”, diz o presidente da Câmara, Brás Zagotto (PV).

Brás lembra que, até 1914, quando foram criadas as prefeituras do interior do Espírito Santo, o presidente da Câmara acumulava as funções executivas do município, isto é, ele era também o "prefeito" da cidade, e recebia o nome de “Intendente”. “Isso demonstra a importância do Legislativo em nossa história, desde o início. Temos uma grande responsabilidade com a população e com todas as forças coletivas que constroem Cachoeiro”, analisa.

Hoje, a Câmara de Cachoeiro é composta por 19 vereadores, eleitos diretamente pelo povo, para um mandato de quatro anos. Sua função é criar leis e fiscalizar os atos do Poder Executivo. O cargo de presidente é exercido por um dos vereadores, escolhido pelos seus pares.

Precisamos ter a sensibilidade para agir sempre em sintonia com aquilo que a população deseja e necessita, e precisamos ser exemplo de responsabilidade em gestão pública, usando os recursos de forma racional. Este deve ser o compromisso do Legislativo com o nosso povo e com a nossa história”, finaliza.